• Facebook: campusurupema/?fref=ts
Home Notícias Projeto resgata lendas e contos da região de Urupema
Projeto resgata lendas e contos da região de Urupema PDF Imprimir E-mail
Ter, 21 de Novembro de 2017 18:37

Por meio de um projeto de extensão , o IFSC está ajudando a resgatar histórias da cultura local de Urupema. O projeto “Halloween da Serra” foi executado no segundo semestre deste ano com recursos do Didascálico – Mostra de Arte e Cultura do IFSC e foi responsável por reunir cerca de 300 pessoas em 31 de outubro no Câmpus Urupema e por trazer à tona lendas e contos da região.


A ideia de criar o projeto surgiu por meio de uma tradição iniciada há pelo menos oito anos em Urupema: em todo 31 de outubro, crianças e adolescentes percorrem a cidade com fantasias que remetem ao Halloween (Dia das Bruxas) em busca de guloseimas. “Essa motivação natural da garotada foi encarada como uma possibilidade de valorizar o patrimônio cultural local”, explica a proponente do projeto “Halloween da Serra”, a técnica em assuntos educacionais do Câmpus Urupema Camila Koerich Espíndola.

O projeto começou em setembro, quando estudantes da dos cursos Proeja do Câmpus Urupema em Turismo e Hotelria e em Operador de Computador e da Escola Estadual Manoel Pereira de Medeiros começaram a produzir filmes de curta-metragem para exibir no evento de 31 de outubro no IFSC.

“Essa primeira atividade já teve um impacto muito positivo na comunidade. Muitas pessoas de diferentes localidades do município acabaram ajudando  na produção dos filmes, com entrevistas e empréstimos de figurinos e de residências para cenários, por exemplo”, conta Camila.

Os estudantes do Câmpus Urupema produziram um curta sobre a lenda do Menegueti, um ladrão de gados, que, depois de morto pela polícia, virou uma espécie de santo, que ajuda as pessoas a encontrarem objetos e animais perdidos. Já os estudantes da Escola Estadual, produziram filmes sobre diversas lendas. Dentre elas, a do “Pinheiro do Choro”, que conta a história de um bebê que foi enterrado perto de um pinheiro por sua mãe porque sua família não aceitou a gravidez (ela era mãe solteira). Diz a lenda que quem passava perto do pinheiro conseguia ouvir o choro do bebê.

Outras lendas abordadas pelos alunos da escola Manoel Pereira de Medeiros foram “O chamado do padre”, “Noiva de branco” e “Contos da Vovó Zica”.

Evento

Em 31 de outubro, o Bloco II do Câmpus Urupema recebeu mais de 300 pessoas da cidade, incluindo crianças, jovens, adultos, idosos, moradores do Centro e de diferentes localidades do interior, como Marmeleiro, Cedro e Bossoroca. “Muitos destes nunca haviam entrado no câmpus”, diz Camila. Além da exibição dos filmes, o evento teve com a sala temática “Terra e Magia”, onde  Lívia Varela e Magáli Schweitzer, moradoras de Urupema, compartilharam a sabedoria popular associada à medicina natural por meio da utilização de ervas e plantas e sua relação com as curandeiras e benzedeiras.

Também foi realizada a apresentação da peça teatral “Causos da Serra”, com os personagens Grilo Seco e Testa de Lampião, da Associação Cultural Matakiterani, que qual atua há 11 anos na defesa da tradição oral do Planalto Serrano. Ao final do evento, foi entregue uma lembrança para as três fantasias mais características do folclore  brasileiro. Em primeiro lugar, ficou a estudante Marcela, caracterizada de Saci Pererê (figura mitológica lembrada em 31 de outubro, quando se comemora, em alguns estados e municípios do Brasil, o Dia do Saci).

Objetivo alcançado

Realizado em dois meses, o projeto “Halloween da Serra” teve, entre seus objetivos, aproximar o câmpus da comunidade local, tentando colaborar para que o IFSC torne-se mais conhecido na região. Para 2018, Camila pretende propor um projeto maior, com duração de seis meses a um ano, para trabalhar com a lenda de cada comunidade. Deve ser feita também uma exibição de filmes nas comunidades do interior do município.

Por Coordenadoria de Jornalismo IFSC

 

Docentes e horários de atividades

Para visualizar PDF você precisa do Adobe Reader: Clique aqui para baixar.